banda carioca banda filtra

Banda carioca Filtra lança clipe feito com GIFs

20:30Sonora

Os cariocas se inspiraram no conceito de liberdade da canção “São Clemente” para idealizar o videoclipe. Para isso, trouxeram uma mania da internet: os GIFs. Vem ver!

(Reprodução)

A São Clemente da música é uma rua no bairro de Botafogo (RJ) e foi o cenário principal para a banda Filtra gravar o clipe. Fellipe Mesquita (voz), Saulo Arctep (guitarra), Gustavo Muniz (baixo) e Mateus Nagem (bateria) brincam com o conceito cíclico dos GIFs para relacionar ao próprio ciclo presente na letra da música.

A ideia foi do baterista Mateus e as imagens foram captadas através de smartphones. “Queríamos algo simples e contemporâneo. Pesquisamos bastante não só para aprender, mas também para não copiarmos ninguém. Optamos por usar esse formato porque o Mateus cria muitos GIFs durante nossos ensaios, então foi uma forma de mostrar esse nosso lado e a relação próxima com a rua”, explica Fellipe, o vocalista.

A Filtra cuidou do roteiro e da filmagem, enquanto Marcelo Velloso ficou responsável por colorizar e finalizar o vídeo. As imagens passeiam pelas ruas do Rio de Janeiro, exaltando as belezas e simplicidades dos bairros da cidade.



Citando bairros, bares e outros pontos da Zona Sul carioca, a letra conta a relação da banda com o próprio lugar, suas noites e carnavais, e conclui: “a São Clemente me iludiu/me libertou”.

Os locais escolhidos para as filmagens não foram por acaso. O nº 127, que aparece no vídeo, é do endereço que Fellipe e Saulo dividiram durante mais de quatro anos e onde que suas veias artísticas ganharam força. Em “São Clemente”, a banda homenageia a região do Rio que viu a banda nascer e ganhar força, como a Gávea, Lapa, Glória, Flamengo, Copacabana e Jardim Botânico.
(Foto: Divulgação)

Cada integrante levou para o clipe um objeto de sua escolha para interagir. Não poderia ficar de fora o filtro de barro tão associado à banda, que faz figuração não apenas na capa do disco “Auto-Ilha”, como também nas cenas do clipe.
Presente até em alguns shows, o objeto é um símbolo da busca constante por novos caminhos. “O nome da banda vem disso, de buscar coisas novas, pureza e tudo que é pleno. Quando formamos a banda, foi isso que fizemos: filtramos tudo o que vivíamos para transformar em música”, finaliza Fellipe.

A música faz parte do EP “Supremo”, lançado em julho de 2015. Além de “São Clemente”, fazem parte do trabalho “Caramu”, “Quem sabe é tu” e “Infla”.


Acompanhe Filtra nas redes:


You Might Also Like

0 comentários

Formulário de contato